Farol de Castelhanos

O farol de Castelhanos da Ilha Grande é um dos mais antigos ( e antiquados) faróis da costa brasileira. Construído no século 19, inaugurado em 1900, conserva seu projeto original de técnica francesa, com mecanismos puramente mecânicos e lentes de cristal. Está localizado na ponta extrema da Ilha Grande, lado leste. O local é de extrema beleza natural, riqueza histórica e transmite uma Paz muito grande.

A trilha para o Farol tem grau  médio, com subidas e descidas leves/media. Fácil de caminhar até a praia de Castelhanos, porém, seguindo até o Farol, poderá apresentar trecho obstruídos pela mata porque esta trilha é muito pouco usada.

Curiosidade sobre o farol de Castelhanos:

  • A Cúpula com cerca de 2 metros de diâmetro, onde estão 3 pares de lentes de cristal e de vidro muito espesso, flutuante em tanque de mercúrio liquido;
  • O movimento de rotação, 2 RPM (Rotações por minuto) é gerado por um peso livre, preso por um cabo que ao descer, aciona o mecanismos de engrenagens, a cada 3 horas, durante a noite o faroleiro dever erguer o peso, através uma manivela para que o farol não para de girar, como  “dar corda a um relógio antigo”;
  • A velocidade de rotação é controlada por um complexo mecanismo de engrenagens e molas;
  • A sistema de  iluminação principal provida por gerador diesel, tem um suporte com bico de gás para emergências. Originalmente, a iluminação era fornecida por gás acetileno e depois por gás butano;
  • Sua característica apresenta luz de grupo de 03 ocultações brancas, de 10 segundos de duração, na altitude de 121 metros com alcance de 27 milhas náuticas e setor de visibilidade de 238°.

Dicas do ilhagrande.com.br:

  • Prefira chegar até o farol por passeio de barco (terá que alugar um já que não existe passeio regular);
  • Ao desembarcar no cais, subirá uma trilha até o nível de 100 metros de altitude, que demora entre 5 e 10 minutos de caminhada;
  • A trilha T12, sendo pouco  utilizada poderá apresentar trechos obstruídos pela mata;
  • Ao chegar no farol, pelos fundos se for caminhando, ou pela frente se for de barco, chame antes de entrar na área da Marinha, apresente-se ao faroleiro – membro da Marinha de Guerra Brasileira. Para aproveitar bem o local o ideal é ir com tempo para poder conhecer em detalhes o funcionamento e a vida em um farol.  Assine o livro de visitantes e veja quantas pessoas aqui estiveram nesses anos.

 

Como chegar no farol de Castelhanos:

+ fotosFotos do Farol de Castelhanos:

O que você encontra aqui

Agências / Operadoras / Lanchas / Guias

Gastronomia

Não existe gastronomia.

ATENÇÃO

Para permanência longa (pernoite) será necessária obter uma autorização prévia, escrita, expedida pela Capitania dos Portos, Delegacia de Angra dos Reis.